Moda Cristã

Moda na igreja, pode?

Em tempos virtuais é cada vez mais comum blogs, sites e perfis que publicam, orientam e “ditam” padrões de beleza, comportamento e moda. Mas até que ponto essa influência é benéfica para a vida cristã?

De uma forma geral, o cristão deve exercer o que eu chamo de “balança cristã” em todas as áreas da vida. Está descrita em 1 Coríntios 6:12 “todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas”. Esse princípio bíblico orienta o cristão a fazer escolhas sábias, pois embora todas as coisas sejam permitidas, será que todas agradam a Deus?

Como aplicar esse versículo à moda?

Durante anos, a moda foi desconsiderada em ensinamentos eclesiásticos, sendo justificada apenas que a mulher cristã deveria se vestir com modéstia. Mas o que é modéstia? Como saber o limite aceitável dela?

Em 1 Timóteo 2:9 diz “semelhantemente recomendo que as mulheres se vistam com decência, modéstia e discrição. ” No dicionário, modéstia é conceituada como um adjetivo que qualifica uma pessoa sem vaidade. Em 1 Pedro 3:3-5 completa “ o que nos torna belas e admiráveis não devem ser os efeitos exteriores […] mais o que está em seu interior, que não desvanece. Toda a beleza que se revela mediante um espírito amável, é de grande valor para Deus”.

A Bíblia nos fala que tanto o nosso corpo, quanto o nosso espírito pertencem a Deus e requer cuidados (1 Coríntios 6:19), isto inclui a forma como você se apresenta, veste, fala e se comporta. Tudo representa o reino, precisamos evidenciar Jesus em nossos comportamentos.

A mulher cristã precisa se informar corretamente não apenas sobre moda, mas tudo que seja relevante para a mulher cristã desde que não haja desequilíbrios. A moda que era vista somente na TV, livros e revistas agora está ao alcance das mãos com um conteúdo de qualidade e o mais importante, direcionada a nós. A minha dica é que tenhamos prudência, equilíbrio e sabedoria na escolha de blogs, sites e perfis de redes sociais. As publicações/posts devem ser analisadas a luz do que a palavra de Deus nos ensina para que sua vida pessoal e espiritual não seja prejudicada.

No mais, a mulher cristã deve se arrumar, ser linda, ser chic (dentro das suas possibilidades), ter um coração grato e transmitir a essência de Cristo que transborda do seu coração a todos a sua volta. Afinal, o que adianta estar bem vestida, falar bem e ter um coração amargo cheio de indelicadezas comportamentais? Nossas damas precisam entender que a verdadeira modéstia e beleza se fundamenta em Cristo. A verdadeira beleza vem de dentro para fora, começa em um coração cheio de Deus. Mulheres informadas são mulheres edificadas! Portanto, a moda não só pode como deve ser ensinadas em nossas igrejas para que as damas não se tornem vulgares e sensuais.

Como exemplo trago a jovem Valéria Reis, membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus O Toque da Última Trombeta em São Paulo, que além de seguir vários sites e perfis no instagram sobre moda, também serve de inspiração para outras mulheres, ao postar seus looks de uso diário e para cultuar ao Senhor, sempre com toda elegância e modéstia representando lindamente o Reino.

(instagram @bonitableia)

Você encontra mais dicas de etiqueta e moda cristã em meu site wwww.damadaetiqueta.com.br e nas redes sociais:

Instagram: @damadaetiqueta

Fanpage: Dama da Etiqueta

Convites para palestras e ministrações sobre etiqueta, comportamento e moda cristã, por email talitareis@damadaetiqueta.com.br

Até a próxima,

 

Revisão: Daucyana Castro

3 thoughts on “Moda na igreja, pode?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *